quarta-feira, 18 de outubro de 2017

No Calor Do Momento

Sol quente, o chão fervendo
O dia derretendo, é nós aqui, nos envolvendo
O suor que derrama sobre a pele enquanto a gente se diverte
O sal dos beijos úmidos nos amolece
E eu quero muito mais
Daquela que pode ser bem vulgar
Uma sede insaciável por luxúria
A mente repleta por "cenas sujas"
E estou aqui como uma testemunha
De uma fome única.

Em noites de estrelas claras eu a encontro
A Iara dos meus sonhos
Aquela beldade conhecida dentre os anjos
Coberta pelo divino manto da simplicidade
Que me deixa em paz, assim.

Sentindo o sopro de minha boca ambiciosa,
Que busca beijar todo o seu corpo, sua pele sedosa
Minha vontade domina minha mente, que pensa em várias coisas por hora
Agora ela se transformou em uma indústria de entretenimento adulto
Pois agora, juntos, quero fazer de tudo
E com meus dedos eu te levarei a Júpiter
Com o nosso fogo acenderemos mais de uma tocha olímpica
Não se envergonhe, mostre quem realmente é você, lindo ser
E com suas ações percebo como sempre fora minha,
E eu seu, por fim ficaremos assim até o anoitecer do dia.

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Sete Dias De Rosas

Meu Deus, é tão bom está apaixonado
Fico desejando você aqui do meu lado
A madrugada toda eu passo acordado
Quando fecho os olhos te vejo em um céu estrelado
Meu pedido é que atenda o telefone
Abra a janela, não estou distante.

Amor, me fala, quer ficar comigo?
Sei que sou apenas um simples menino,
Mas farei o que for para te proteger dos perigos
Quero ser seu amigo, quero ser seu namorado
Quando você chorar te darei meu abraço
Tudo para não ver teu rostinho desmotivado
Se tiver precisando de um príncipe encantado,
Abra então a porta do seu lindo quarto
E deixe-me lhe dar um humilde beijo molhado.

Mandarei a solidão embora
Se preciso for, te abraçarei por horas
Então venha dançar, deixe a tristeza de fora
Me dê sua mão, vamos a uma festa
Lá terá felicidade de sobra, vamos depressa.

Eu sei que existe o impossível
Mas também sei que, tudo que acontecer com você
Farei o impensável para que seja corrigido
Te amo, Deus sabe, sua mãe também
Por que então não dançar um samba do bem?
Que mal há em me confessar?
Sim, quero te beijar
Sim, quero te excitar
Cada vez mais estou a te amar.

Minhas palavras de amor estão sendo coletadas
Apenas esperando sua chegada
Estou com um sentimento descontrolado
Pode-se dizer que eu estou vulnerável
Sinto algo inexplicável
Quero te despir, quero te morder
Não aguento mais ficar neste estado.

Se quiser uma música, serei um compositor
Se quiser um poema, serei um pensador
Cante feito uma sereia, e também serei um pescador
Para ti confessarei que sou mais um pecador
E como eu não seria?
Se te cobiço sempre que a tenho em minha vista?

É difícil me conter
Meu desejo aqui dentro está a se debater
O calor excessivo que sinto diminuirá quando eu te ver
Sentir o calafrio entregue pelas suas mãos,
E ter ideias malucas, mil e uma invenções
Te darei uma passagem para as estrelas do amanhã
Iremos voar, você como a Wendy, e eu como Pan
Posso escrever onde quero te levar até de manhã, mas preciso parar
Pois em minhas palavras de desejo, e sonho, irei me afogar
Assim como o Titanic, serei Jack, e irei para o fundo do mar,
Sem jamais realizar as fantasias que me colocam a sonhar.

Farei de tudo para que você ocupe o lado esquerdo da minha cama
Farei de tudo para transparecer o quanto meu coração te ama
Darei uma rosa para cada dia da semana
E no fim do mês, um jardim reunirá em forma de lindas plantas,
Os sentimentos que sinto por ti, doce dama.

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Marujo

Eu estava velejando em um mar infinito
Possuindo o mapa como meu guia
E o leme como meu amigo
O horizonte instiga aventuras e perigos
Mas sei que Poseidon está comigo
A luz da Lua ilumina minha direção,
Sinaliza meu caminho
Busco fortunas, aventuras, mulheres nuas
Talvez eu veja uma sereia e ouça as canções suas
E que eu não blasfeme perante o oceano,
Pois ele guarda uma criatura devoradora de barcos e homens.

A brisa da liberdade me inspira
Em meus olhos eu aprecio a bela vista
As águas do mar preenchem minha vida
Navegarei até que as velas sejam destruídas
As correntezas me levarão à terra prometida
Que a luz do Sol sempre me indica
Talvez em minha aventura eu encontre uma Ariel
Ou que eu me afogue no rum e me sinta no céu
Quero cruzar o Índico e o Pacífico
Velejar do polo norte ao polo sul, resistir ao frio
Apreciar a aurora,
Namorar duas ou três mulheres na praia de Noronha
Me precavendo à visita da cegonha
As ondas são minhas verdadeiras damas.

Sou apenas um amante do mar
E assim como Moby Dick, é nele que quero me eternizar
Já falei que também gosto de pescar?
Agora estou vendo o Sol se deitar
Amanhã não sei onde ele irá me levar
Sou apenas um marujo, sem tijolos para chamar de lar.

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Há Demônios Em Minha Mente

Minha mente está inquieta
Escuto vozes que não reconheço
Dizendo para eu matar minhas palavras prediletas
E, cada vez mais eu me enlouqueço
Não consigo mais distinguir a escolha certa
Em um calabouço de más ideias eu me perco
Já não me lembro de nenhuma meta
Essas vozes estão me corroendo
Não há escapatória, não há janelas
Meus pensamentos humanos estão se dissolvendo
Estou me destruindo, peça por peça.

Ódio, dor, sem amor próprio
Raiva sem motivo, nada mais é relativo
Uma ferida no peito é um remédio ótimo.

No escuro as vozes querem que eu odeie todo mundo
Na solidão não há necessidade de calor em meu coração
Saudade e felicidade estão morrendo em minha memória
Meu anjo da guarda tirou uma eternidade de folga
Estou desfiando em fios a minha sorte
Querem que eu destrua meus líricos como esporte
Sem mencionar minha saúde, que se contorce
Minha diretriz está em total desordem
Meus pensamentos querem a minha morte.

Não possuo mais o controle
Minha salvação está fora de alcance
Sem receber ligações ao telefone
Sozinho ficarei totalmente louco
Logo darei meu último sopro
Logo não aguentarei o peso de meus ombros.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Amor Dos Olhos Vazios

Minha tulipa, flor do meu dia
Eu te amo, bela andorinha
Não se incomode com os outros
És perfeita, és meu porto
Eu me apaixonei pela sua gentileza
Eu me entreguei a sua pureza
Falso eu seria se lhe dissesse que não a cobiço
Em meus sonhos só há teu sorriso
Me perdoe se te ofendi ao dizer-te isso
Meu coração para ti é sincero
Só espero que o nosso fogo seja eterno.

Não diga que és uma aberração pela falta de visão
Deus sabe o quanto tu és dona do meu coração
Eu te amo, quero que sinta essa minha paixão
Meu sentimento não irá mudar você sendo cega ou não
Me dê suas mãos macias, quero que saibas que você me inspira
Não quero que chores, não vou a lugar algum
Continuarei contigo, pois és minha luz
É você quem me conduz
E para te salvar da dor e do sofrimento,
Me sacrificarei à cruz.

Minha linda estrela, que esbanja beleza
Quero te dizer o quanto sua presença me esquenta
Quero que sinta, ao tocar meu rosto,
O sorriso que em meus lábios estará exposto
Não conseguirás sentir tristeza ou arrependimento
Eu sei que não consegues me ver,
Mas meu beijo te fará esquecer da insegurança
Pare de pensar que talvez nosso amor não tenha esperança,
Pois se for assim, digo-te agora, eu te amo desde minha infância.

A felicidade não exige que seja vista
Você só precisa senti-la
Me dói tanto te ver deprimida,
Que todas as estrelas ficam sentidas
Poxa, sabes que em meu coração és bem-vinda
E não como apenas uma visita, querida
Meu amor é invisível, como um arrepio
Não me sinto bem quando não estou contigo
Eu te amo, mesmo não conseguindo me ver
Acredite nisso, pelo seu vasto carinho acabei ficando perdido
Não solte mais lágrimas, você saiu direto de um conto de fadas
Não sei quando me apaixonei
Se foi quando te vi, ou se foi quando te escutei
Um sentimento simplesmente eclodiu do meu peito
Agora sonho com você em momentos perfeitos
Sentindo morangos ao receber seus beijos.

Você me mostrou um novo mundo
O braile me ensinou a escrever textos para ler no escuro
Até por cede, acabei aprendendo a linguagem dos surdos
Quero ter um conhecimento profundo
Estou simplesmente acompanhando meu destino
Estarei junto a ti, se for voltar para Lua, estarei te seguindo
Você pertence aos céus, por isso possuí esse sorriso divino.

Lábios Escarlates



Como uma brisa no verão
Como uma voz que ecoa dentre a multidão
Meu amor por você se compara a imensidão
Não tenho medo de dizer-lhe a verdade
Meu coração por ti bate
Me fale, qual o preço que deseja que eu pague
Seu amor é minha terra prometida,
E meu sentimento é a bússola que me guia
Não sei o que fazer para conquistar sua atenção
O amor de minha vida está em minha visão
Diga-me, se possível, como faço para tocar-te as mãos.

Tenho medo de não ser parte de seus sonhos
Acho que só me resta dizer que te amo
Meu coração não mudou com o passar dos anos
Procuro seu telefone, quero declarar em seu nome
Te farei um poema belo como o azul do céu no inverno
Dedicatórias irão te tocar como as águas do oceano
Sem ti meu mundo transforma-se em um deserto
Parto então a procura da minha Jasmine e seu palácio, castelo
Ultrapassar as montanhas movediças não é fácil,
Mas para teu sorriso, que a chuva caia.

Doce princesa, pele de seda
Ao entardecer eu lhe darei a chave de minha fortaleza
Joana D'Arc, por favor, que teu coração se abra
Deixe-me fazer parte, vamos conquistar a felicidade
Por que não cavalgamos? Vamos fugir desta cidade
Deixe que a luz das estrelas te declare
Estou apaixonado, me permita dar-lhe uma serenata à tarde
Se gostar, me dê um simples abraço
Pois este gesto lhe fará a dona do meu espaço.

Eu pedi para Deus o endereço da felicidade
E acabei por finalmente encontrar minha cara metade
Não minto, você rejuvenesceu meu jardim, agora ele está lindo
Tenho medo de lhe escrever um texto cansativo
Por conta disso eu passo horas sentado aqui, pensativo
Mas também quero tentar ser um pouco extrovertido
Não quero que você me esqueça, consegue entender isso?
Eu sei que é bem esquisito, eu sei disso
Meu temor me impede de pensar que eu possa ser divertido.

Nem mesmo os guardiões do tempo previram o que aconteceu
Acabei me tornando seu
O azul do oceano se compra em quanto eu te amo
Sei que talvez esta seja uma forma antiga para estar me declarando
Mas que posso fazer se seus defeitos e qualidades continuam me puxando?
Não estou te enganando, seu corpo continua me chamando
Eu poderia descrever com ricos detalhes o que sinto quando olho para você
Mas te pouparei dizendo apenas que sinto enorme prazer.

Um canto da sereia para lhe acalmar
Uma melodia de harpas para ti apreciar
Um colchão de nuvens para nos deitas
Sonhos compartilhados, onde estamos a navegar
Sobre ondas transparentes, com a Lua em nossa frente
E, no horizonte, um futuro não muito distante
E quando acordarmos, veremos o Sol a se recolher
Se sentir frio, irei te abraçar, te aquecer
Ficarei assim até o amanhecer,
Até quando finalmente ficar tarde
Entregarei então está carta, espero que não me atrase
Para ti, moça dos lábios escarlates.

domingo, 1 de outubro de 2017

Outra Donzela

Não creio que iremos longe
Você tenta me mudar a todo instante
Quer me transformar
Quer me colocar em sua estante
Por muito tempo eu tentei
Sem pensar eu me entreguei
Para saciar seu desejo, me esforcei
Mas, ao me olhar pelo espelho, não me vi
Pelo reflexo não havia nada sobre mim.

Este amor que te ouço falar é estranho
Pois não vejo reação quando digo que te amo
Eu busquei uma justificativa para este seu jeito,
Mas o caminho que sigo é muito estreito
Se lhe dou um poema, sei que não me dará bola
E não sei mais se minha insistência me levará a glória
Suspeito que minha presença te incomoda
Creio que jamais alcançaremos a vitória
Meu coração há muito tempo anda me dizendo
"Vamos embora".

Sim, você me seduz nas noites de lua cheia
Quando, em meus ouvidos, sussurra bobeiras
Não nego que seus movimentos me fazem sonhar com as estrelas
Assumo que suas curvas são traiçoeiras
Mas qual o sentido de continuar me iludindo
Jamais teremos um futuro se apenas pensarmos em libido
Estou sendo sincero
Meu peito deseja um relacionamento sério
Minha mente clama por um amor honesto
Ria, deboche, diga que estou sendo apenas mais um cego
Nenhum comentário me provará o contrário
Não aguento mais viver como um instrumento do acaso.

Mesmo não concordando, não haverá volta
Não irei mais te olhar na escola
Meus cadernos estarão regados com a nossa história
É melhor evitarmos futuras discórdias
Persistir nesta relação não há lógica
Pois, se o que sinto não te importa,
Por que devo continuar batendo em sua porta?

Meu amor era verdadeiro
Mas acho que você estava à procura de um arruaceiro
Agora não sei seu real paradeiro
Talvez eu não seja seu parceiro.

Não irei te dizer se me arrependo
Não irei te dizer se foi perda de tempo
Nem mesmo se a nossa relação partirá com o vento,
Pois eu ainda lembrarei de você
Não sei lhe dizer o porquê, mas sei que não vou te esquecer
Irei recordar das minhas desilusões a cada amanhecer
Acredito então que nossa relação me fez aprender
Hoje sou mais sábio do que eu era ontem
Então apenas sonhe.

Escrevo aqui apenas para me despedir
Meus motivos estão escritos aqui
E desta minha paixão sem futuro eu devo desistir
Espero, sem quaisquer chances, nunca mais ser enganado assim
Partirei agora à procura da Jasmine.